Saltos de Desenvolvimento e Picos de Crescimento podem interferir no sono

Postado em: 08 de outubro de 2018 às 05:00

Cada mês de vida do bebê muitas mudanças ocorrem e são aparentemente visíveis. Os bebês mudam a sua aparência física, a cor dos olhos, a cor dos cabelos e também descobrem coisas novas, começam a focar seus olhos em um objeto, começam a sorrir, a pegar os objetos com as mãos, enfim, cada mês é uma novidade.

Essas mudanças e habilidades não são adquiridas de maneira sistemática, dia após dia e sim adquiridas em picos. O crescimento e o aprendizado dos bebês têm esses períodos de aceleração, momentos de grande “explosão” e outros de desaceleração, por isso chamamos de Picos e Saltos.

O desenvolvimento e o crescimento do bebê no primeiro ano podem provocar alterações no seu sono. O primeiro ano da criança é uma fase de mudanças extraordinárias para toda a família. Esse período é excitante e desafiador, quando bebês aprendem a comunicar suas necessidades e pais aprendem como atendê-las.

Você pode pensar que o desenvolvimento do seu bebê (como aprender a rolar, engatinhar e andar) e seu crescimento não tem nada a ver com o sono, mas a verdade é que caminham juntos! Abaixo uma descrição dos fenômenos chamados picos de crescimento e saltos de desenvolvimento.

Picos de Crescimento

São fenômenos que se referem ao crescimento do bebê em si, e não ao seu desenvolvimento. Nos períodos de picos os bebês começam a solicitar mais mamadas do que o usual, pois precisam de mais alimento para crescer nesse ritmo agora mais acelerado. Então o bebê que dormia longos períodos à noite pode começar a acordar mais e solicitar mais mamadas. Esta necessidade geralmente dura de poucos dias a uma semana, seguido de um retorno ao padrão menor de mamadas, mas agora com o organismo da mãe adaptado a produzir mais leite.

Nesses períodos a mãe pode interpretar incorretamente a maior demanda de mamadas do bebê – ela pode achar que seu leite não está sendo suficiente, ou que está ‘fraco’ e pensar que a solução para a situação é oferecer complemento de leite artificial. Porém, é um erro oferecer mamadeiras com leite artificial nesses períodos, pois isso prejudica o equilíbrio perfeito da natureza de produzir o leite conforme a demanda de mamadas. Em outras palavras, ao dar leite artificial perde-se um estímulo poderoso no peito, o organismo assim entende que não precisa daquela mamada, e passa a produzir menos e não mais como é necessário!

Geralmente dura uma semana, mas cada bebê tem necessidades diferentes e esse tempo pode variar. De qualquer forma não são períodos longos, alguns picos duram de 2 a 10 dias. Períodos comuns dos picos de crescimento ocorrem por volta dos 7-10 dias, 2-3 semanas, 4-6 semanas, 3 meses, 4 meses, 6 meses e 9 meses e além. Os picos continuam acontecendo no decorrer do crescimento da criança, incluindo a adolescência, momento em que mudanças físicas e emocionais são mais notáveis.

Saltos de Desenvolvimento

São aquisições de habilidades funcionais específicas que ocorrem em determinados períodos. O ritmo de desenvolvimento não é constante: há alguns períodos de desenvolvimento acelerado e outros onde há uma desaceleração.

Toda vez que seu bebê desenvolve uma nova habilidade, ele fica tão excitado e obcecado com a conquista que a quer praticar o tempo todo, inclusive durante o sono. Em outras palavras, um dos ‘efeitos colaterais’ desse trabalho todo que o cérebro dos bebês está fazendo é que eles não dormem tão bem quanto o fazem em períodos que não estão trabalhando em dominar uma nova habilidade. Eles podem até resistir às rotinas já estabelecidas.

No período que imediatamente antecede o chamado salto de desenvolvimento, o bebê repentinamente pode se sentir perdido no mundo, pois seus sistemas perceptivo e cognitivo mudaram, houve uma maturidade neurológica, mas não tempo hábil para adaptação às mudanças. Então o mundo lhe parece estranho, e o resultado da ansiedade gerada é geralmente desejar voltar para sua base, ao que já lhe é conhecido, ou seja, a mamãe! Em vista disso, é comum ficarem mais carentes, precisando de mais colo, e com frequência há também alterações em seu apetite e sono.

Então, nessas fases, é preciso apenas ter um pouco de paciência e empatia com o bebê – depois do processo de aquisição da nova habilidade (como rir, engatinhar, sentar, interagir, andar) o bebê dá um salto no desenvolvimento e demonstra felicidade com o final da ‘crise’. Ou seja, por um lado, o bebê fica feliz com a nova habilidade e independência que vem junto, e já é capaz de se afastar um pouco da mamãe. Por outro lado, sente angústias e receios com essa nova situação. Isso lhe traz sentimentos dúbios: é como uma ‘dança louca’ entre separação e apego, onde o bebê irá flutuar entre os dois por um período.

A duração de cada salto é variável, mas geralmente depois de algumas semanas a fase difícil passa e tudo volta à normalidade. Bebês e crianças precisam de cuidados amorosos, empatia e novas experiências, e não de brinquedos caros. Fale com seu bebê, cante, brinque com ele, leia para ele. São atividades chave para o desenvolvimento do cérebro. Os saltos no desenvolvimento não cessam na infância, mas continuam até a adolescência.

Essas aquisições ocorrem em vários aspectos: desenvolvimento motor (aprender a usar grupos de músculos para sentar, andar, correr, ter equilíbrio corporal, mudar de posições e outros), desenvolvimento do controle motor fino (usar as mãos para comer, desenhar, se vestir, tocar um instrumento, escrever, e tantas outras coisas), linguagem (desenvolvimento da fala, uso de linguagem corporal e gestos, comunicação e entendimento do que outros dizem), desenvolvimento cognitivo, nos dois primeiros anos ocorre o desenvolvimento sensório-motor, que inclui habilidades de pensamento como aprendizado, entendimentos, resolução de problemas, raciocínio e memória e desenvolvimento social (interagir e se relacionar com familiares, amigos e professores, mostrar cooperação e empatia).

Geralmente duram entre uma a seis semanas, tudo depende de cada criança. Podem ocorrer com mais frequência no primeiro ano do bebê, mas os saltos continuam acontecendo até a adolescência.

Durante os picos e saltos, todos os bebês agem de formas parecidas, o que varia é que alguns apresentam apenas uma ou duas dessas situações e outros todas:
• De repente e sem explicação alguma o bebê pode começar a acordar várias vezes durante a noite para mamar e (ou) só voltar a dormir com a presença da mãe ou do pai;
• Ficar mais carente, buscando o colo, o aconchego da mãe constantemente ou diversas vezes do dia e da noite;
• Começar a se alimentar menos, comer menos ou mamar menos;
• Começar a recusar o colo das outras pessoas, querendo apenas o da mamãe;
• Inesperadamente começar a fazer coisas que não fazia, como: sorrir, segurar os objetos com as mãos, firmar a cabeça, sentar, engatinhar, caminhar, etc.;
• No final da crise o bebê demonstrará felicidade por ter superado a crise e adquirido novas habilidades.

Os pais, principalmente a mãe, “a base”, a segurança do bebê, precisa ter e agir com muita paciência e empatia, para entender e compreender que é um momento difícil para o bebê, ele não está agindo assim por “birra” (como muitos confundem), é apenas um processo natural do seu desenvolvimento. O que o bebê precisa é amor, compreensão, muito colo e carinho.

É preciso ter em mente que essas fases são importantes para o desenvolvimento do bebê e podem sim alterar, modificar toda a rotina e o sono da família, mas é passageiro e logo tudo retornará ao normal.

Lembrando que amor, colo, carinho, empatia, independente da fase que o bebê está vivendo é sempre essencial na sua criação. Aproveite o tempo que você passa com o seu bebê para criar uma relação afetiva saudável e cheia de vínculos fortes com ele. Não existe presente, dinheiro, nada nesse mundo que compre isso, é algo que ficará e definirá a relação de vocês para a vida toda.

Se vocês estão tendo dificuldades com o soninho dos filhos, entrem em contato, posso ajudar!

WhatsApp (85)99659-9297
Instagram @soninhodeanjo.ce 
Face Facebooksoninhodeanjo.ce/
Email: soninhodeanjo@hotmail.com

Uma ótima semana a todos!
Fiquem com Deus e até a próxima! Bjão!!!

Atenciosamente,

Mirian Melo
Consultora do Sono Infantil
Pós-Graduanda em Saúde Materno-Infantil
WhatsApp (85)99659-9297

 

 

Fontes:

http://www.sobrematernidade.com.br/saltos-de-desenvolvimento-e-picos-de-crescimento/
https://www.guiadobebe.com.br/fases-de-crescimento-e-desenvolvimento-que-modificam-o-sono-do-bebe-e-da-crianca/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *