POR QUE MEU BEBÊ NÃO GOSTA DE DORMIR?

Postado em: 17 de setembro de 2018 às 05:00


Olá, tudo bem com vocês?
Semana começando e novas oportunidades também.
Gratidão sempre!

Hoje, quero compartilhar com vocês uma situação que passei, e sei que muitas famílias passam ou já passaram também, que é achar que as crianças não gostam de dormir. Quando meu filho, Pedro Gabriel, era bebezinho, por volta dos três meses, por várias vezes me fiz essa pergunta. E questionava, como pode alguém não gostar de dormir? Isso não entrava na minha cabeça! Ele chorava muito, era exaustivo colocá-lo pra dormir, dava vontade de chorar junto acreditam? Comecei a achar que ele tinha algum problema ou que eu estava fazendo alguma coisa errada. Levei ao pediatra dele na época e ele me falou que era assim mesmo, era normal.

COMO ASSIM, NORMAL? SÉRIO ISSO?

Não me conformei com a resposta dele e fui pedir ajuda ao tio Google. Pesquisei, li, reli, pesquisei mais e mais, até que cheguei a uma conclusão: o pediatra tinha razão!!! Mas ele só esqueceu de dizer que tinha como amenizar a situação. Na verdade, não é que os bebês não gostam de dormir, eles apenas não sabem dormir ainda. Isso mesmo, você não leu errado, eles precisam aprender.

Pode ser que o seu filho nunca tenha demonstrado nenhum tipo de dificuldade na hora de ir dormir, mas esse comportamento é exceção. “Só 10% dos bebês desenvolvem a capacidade de adormecer sozinhos, empregando recursos como se balançar, segurar um paninho ou chupar o dedo. Os demais têm de ser ensinados”, diz a neuropediatra Márcia Pradella, do Hospital Sírio-Libanês (SP). Segundo a médica, nos três primeiros meses, o bebê repete vários ciclos de mamada, cocô e sono. Por isso, não adianta tentar acostumá-lo a dormir a noite toda nessa fase. Essa é mais uma razão para concentrar os esforços a partir do quinto mês, com a criação de um ritual.

Então, com tudo que eu aprendi como mãe, e hoje, como Especialista em Sono Infantil, vou ajudar vocês a melhorar o soninho dos pequenos com dicas simples, mas muito úteis. Vamos lá!

1. Ajustar rotina
É importante estabelecer uma rotina para o bebê. Assim, ajudará você a saber das necessidades dele em cada momento. E para ele é importante saber o que vai acontecer, o que vem em seguida. Essa previsibilidade da rotina é benéfica à saúde do bebê e os deixam menos resistentes.

2. Ritual pré-sono
São ações que sinalizam ao bebê que chegou a hora do soninho, do descanso. Não precisa ser nada complicado, quanto mais simples melhor. Exemplo: deixar o quarto escurinho, cantar uma música, contar uma historinha… Importante que seja feito sempre da mesma forma, na mesma sequência.

3. Respeitar os horários de sono
Observe os horários que o bebê começa a apresentar os sinais de sono. Nesse momento, você pode diminuir o ritmo das brincadeiras, para que o bebê comece a se acalmar. Em seguida o coloque para dormir. Se passar do horário, provavelmente, teremos um bebê extremamente irritado e muito resistente ao sono. O que nos leva a pensar, muitas vezes, que o bebê não gosta de dormir.

Com essas dicas já é possível organizar o sono dos pequenos e melhorar a qualidade de sono de toda a família. Lembrem-se que para as crianças, o sono é fundamental para o seu desenvolvimento. Se tiverem dificuldades com o soninho dos filhos, entrem em contato, posso ajudar!

WhatsApp (85)99659-9297
Instagram @soninhodeanjo.ce 
Face Facebooksoninhodeanjo.ce/
Email soninhodeanjo@hotmail.com

Uma ótima semana a todos!
Fiquem com Deus e até a próxima! Bjão!!!

 

Atenciosamente,

Mirian Melo
Consultora do Sono Infantil
Pós-Graduanda em Saúde Materno-Infantil
WhatsApp (85)99659-9297

 

Fonte

https://revistacrescer.globo.com/Bebes/Sono/noticia/2017/04/sono-do-bebe-27-mitos-e-verdades.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *