Importância dos pais entenderem o sono dos filhos!

Postado em: 08 de abril de 2019 às 05:00

O desenvolvimento do sistema sono e vigília e a estabilização do sono noturno representam um processo significativo na primeira infância. Algumas crianças podem atingir um padrão confortável enquanto outras podem lutar para desenvolver uma rotina. Pode haver milhões de razões para isso. O ritmo é regulado por pistas temporais e também por fatores biológicos e ambientais.

Quando a criança tem problemas de sono, isso pode provocar muito estresse na família, a tal ponto que os problemas de sono constituem a preocupação mais comum que os pais transmitem aos médicos nas consultas de rotina.  A orientação sobre saúde para pais e futuros pais frequentemente dá pouca atenção ao sono. É preciso ensinar os pais a estimular desde cedo bons hábitos de sono em seus filhos, para evitar o desenvolvimento de hábitos inadequados futuramente.

Pesquisas extensivas demonstram a eficácia de abordagens comportamentais e de educação dos pais, na prevenção e no tratamento de problemas de sono na primeira infância. Programas de prevenção que focam na educação de futuros pais ou de pais evidenciaram redução na ocorrência de problemas de sono. É importante enfatizar que os problemas de sono na primeira infância são muito persistentes caso não sejam tratados. Portanto, programas de detecção e intervenção precoce devem ser parte integral de todos os serviços de atenção à saúde infantil.

Focando na educação e em abordagens de prevenção e de tratamento adequado, é possível garantir que os problemas de sono na infância sejam reconhecidos, diagnosticados e tratados adequadamente. A sociedade precisa equilibrar seu foco em problemas relativos às partes da vida das crianças que devem constituir períodos de sono e de vigília, e reconhecer e compreender a conexão entre elas.

Crianças cujo sono é fragmentado ou insuficiente podem apresentar problemas de aprendizagem, de retenção e de memória na escola. Podem ser menos capazes de inibir respostas emocionais e, com isso, serem propensas a reações explosivas, impulsivas ou violentas.

São enormes os custos do sono desordenado para a sociedade, para o desenvolvimento saudável das crianças e para o bem estar das famílias. O impacto dos problemas de sono na infância é intensificado por sua relação direta com a qualidade e quantidade de sono dos pais, especialmente quando o sono perturbado resulta em fadiga diurna e distúrbios de humor, e leva a uma redução no nível de cuidado parental efetivo.

Os pais precisam ser orientados sobre as mudanças do desenvolvimento e as diferenças individuais de necessidade de sono, que mudam com a idade. É importante ensinar os pais a estimular desde cedo bons hábitos de sono em seus filhos, para evitar o desenvolvimento de hábitos inadequados mais tarde.

A necessidade de desenvolver estratégias voltadas para a prevenção de problemas do sono, especialmente em bebês, enfatiza a importância da educação de pais e cuidadores. A educação é a chave não apenas para o tratamento de distúrbios de sono já existentes, mas o que é mais importante, para a prevenção de problemas e desenvolvimento de bons hábitos de sono.

WhatsApp (85)99659-9297
Instagram @soninhodeanjo.ce 
Face Facebooksoninhodeanjo.ce
Email: soninhodeanjo@hotmail.com

Atenciosamente,

Mirian Melo
Consultora do Sono Materno-Infantil
Pós-Graduanda em Saúde Materno-Infantil
WhatsApp (85)99659-9297

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *